A Gaya – Psicologia e Formação nasceu no coração de uma psicóloga. Fruto da paixão pela psicologia, misturada com algum ativismo e vontade em ser mãe. Desenvolveu-se numa incubadora, não aquelas dos hospitais, mas uma incubadora de projetos de empreendedorismo.
Começou com a vontade de apoiar as mulheres em idade fértil e o casal parental.

A colaboração regular com um Blog e ONG brasileira sobre as diversas questões da maternidade veio a despertar uma maior curiosidade sobre os temas tabu que rodeiam esta fase potencialmente maravilhosa da vida da mulher.

Surgiram inevitavelmente temas como a depressão pós-parto (ou depressão periparto para os mais rigorosos), perda gestacional e parto traumático. Abordadas também foram as expetativas que a sociedade impõe às mães, que culmina numa imensa pressão para o perfeccionismo.

Com o passar do tempo, através de novos conhecimentos, novos contatos e novas experiências foi sentida a necessidade de expandir a Gaya – Psicologia e Formação (anteriormente denominado como Projecto Gaya) para além da maternidade. Claro que é um dos focos principais, e privilegia-se o acompanhamento da mulher /do casal durante a gravidez, o parto e o pós-parto, mas vai além disso.

O feminino é algo que não se pode segmentar, e conhecer tantas mulheres (e tão diferentes), durante o meu percurso, relembrou-me disso. Muitas querem ser mães, outras tantas não, mas certamente que precisam de apoio em qualquer outras questões das suas vidas, sejam relacionadas com: trabalho, relacionamentos familiares e/ou amorosos, desenvolvimento pessoal, tristeza, depressão, ansiedade, stress, fobias, traumas, entre tantos outros…

A Gaya – Psicologia e Formação tem as portas abertas para todas elas, todas vocês. Queremos que se sintam acolhidas, partilhem experiências e desfrutem deste novo espaço criado a pensar em vós.

  • Disponibilizar informação adequada ao público em geral, com base em artigos científicos e outros materiais previamente analisados.
  • Sensibilizar a sociedade para os direitos da mulher, para as questões da saúde física, psicológica e emocional da mulher e para as questões familiares.
  • Apoiar a mulher e o casal na preparação para a gravidez, ao longo da gestação, no parto e no pós-parto.
  • Providenciar um espaço de acolhimento, grupos terapêuticos, consulta psicológica individual e de casal.
  • Dinamizar formações (workshops, cursos, entre outros) e espaços de conversa no feminino (e não só).
  • Trabalhar em rede, estabelecer parcerias para aumentar a quantidade e qualidade dos serviços prestados.
  • Colaborar na elaboração e divulgação de materiais, técnicas, procedimentos e recursos.
  • Desenvolver projetos e acções conjuntas com associações, cooperativas, organizações, outros projetos e empresas com objetivos similares, nacionais e internacionais.
  • Colaborar com a investigação científica nas áreas em que desenvolve a sua acção.

Ana Rita Pinto

Ana Rita Pinto, 33 anos, nasceu em Santo Tirso, mas morou a maior parte da sua vida no Porto.
Com uma experiência anterior no meio empresarial, apaixonou-se pela psicologia na sua vertente clínica. Possui experiência em contexto hospitalar com adultos e adolescentes.
Mestre em Psicologia Clínica, com diversas formações em áreas tão diversas como: avaliação cognitiva e projetiva, psicologia da arte, intervenção sistémica e familiar, intervenção com famílias multiproblemáticas, riscos psicossociais, temáticas de advocacia social, entre outros.
Possui C.C.P (ex-CAP) – Certificação da Aptidão Pedagógica de Formador.
Frequenta Pós-Graduação em Terapia de Casal e Sexologia Clínica.
Membro efectivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

A Gaya – Psicologia e Formação engloba uma vertente de responsabilidade social, sendo um ponto de recolha da The Street Store Portugal. Além disso procura analisar os casos financeiramente delicados que lhe surjam e mediante disponibilidade realizar uma percentagem de consultas em voluntariado.